Praia do mar de fora, com a baía mais protegida do arquipélago, onde o visitante poderá encontrar um ambiente recifal característico. O Sueste oferece áreas de mergulho livre onde os visitantes poderão entrar em contato com a biodiversidade marinha, que ocorre em todo o arquipélago. O que mais chama a atenção nesse cenário são as tartarugas e tubarões que usam o lugar como área de alimentação e descanso. Além disso o Sueste abriga o único mangue de ilhas oceânicas do Atlântico Sul. Devido à fragilidade desse ecossistema o acesso ao mangue não é permitido.

 

As ilhas - do Chapéu e Cabeluda - ilustram a bela paisagem da praia.

Para proteger este ambiente único e conciliar a conservação da natureza com a visitação, a praia é dividida em três áreas distintas, separadas por boias. No lado direito a atividade de mergulho livre deve ser realizada obrigatoriamente com colete flutuador, no centro da praia o banho é livre, já no lado esquerdo, é permitido apenas o acesso de pesquisadores autorizados pelo Parque.

No Sueste o visitante encontra facilidades de banheiros, lanchonete, área de descanso, aluguel de equipamentos e loja de souvenires. As instalações seguem os princípios de sustentabilidade como: Tratamento de efluentes, reaproveitamento de águas, captação de água da chuva e uso de tecnologias construtivas de baixo impacto e reciclagem.

Funcionamento: Das 9:00 às 16:00 horas

A praia possui 3 área demarcadas por boias, cada qual com suas regras especificas:

1-    Área do meio, flutuação com colete opcional;

2-    Área da direita, flutuação com colete obrigatório;

3-    Área da esquerda, fechada a visitação, somente pesquisa.

Consulte o guarda-parque presente no local.

Mangue Oceânico

                                  

No Parque encontramos o único mangue oceânico no Atlântico Sul. Localizado na baía do Sueste, há indícios de que se instalou por lá há cerca de 2 mil anos. O manguezal recebe influência do córrego Maceió, possuindo exemplares arbóreos que atingem aproximadamente 10 metros de altura. Esse ambiente é sensível a mudanças antrópicas introduzidas nessa área em função da construção da BR e do açude do Xareu. A espécie arbórea típica que ocorre lá e em outros manguezais é o mangue-branco Laguncularia racemosa.

Rua Eurico Cavalcanti 174 - Boldró - Fernando de Noronha/PE. CEP: 53990-000
SSL Certificates
 © 2017 ICMBio Noronha. Todos direitos reservados. Site criado por
Construção de sites  - VIGON Artes
Concessionária
YoutubeIconParnaSite.png
FaceBottonSite.png
InstagramBottonSite.png
TripAdvisorBottonSite.png