top of page
  • Foto do escritorICMBio Noronha

Reuniões preparatórias para revisão do Plano de Manejo da APA, nos bairros, vão até sexta-feira (01)

A participação dos moradores é essencial para atualização do documento


Fotos: Giselle Vasconcelos


O Instituto Chico Mendes de Biodiversidade – ICMBio – de Fernando de Noronha está finalizando a etapa das reuniões preparatórias, nos bairros, para revisão do Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental da Ilha, na próxima sexta (1). Até o momento, dez encontros foram realizados e 238 pessoas puderam tirar dúvidas, apontar as principais problemáticas e sugerir possíveis soluções.


Para Rosa Moraes, moradora da Quixaba, a reunião foi o momento dos moradores serem ouvidos pelo ICMBio. “Eu contei minha história, de como a Quixaba começou e também falei dos nossos problemas. Estou muito satisfeita e muito feliz”, disse.


Nesta terça-feira (27) a reunião vai ser na Sede da Assembleia Popular Noronhense - APN, com os moradores da Vila do Trinta. Na quinta-feira (29), o foco é o diálogo com os moradores da Vila dos Remédio, no auditório da Escola Arquipélago. E a última reunião preparatória será, no auditório do ICMBio, na sexta-feira (01), para quem mora na região do Porto de Santo Antônio.


De acordo com a Analista Ambiental responsável pela revisão do Plano de Manejo da APA, Rossana Santana, as reuniões estão sendo positivas e a participação dos moradores contribui com a atualização do documento.


“O saldo das reuniões, até agora, tem sido extremamente positivo. A estratégia de fazer por bairros, se mostrou muito acertada, possibilitando a escuta de pessoas que não têm o hábito de participar das reuniões o que tem sido uma oportunidade única. São reuniões menores, mais focadas, onde temos conseguido identificar os problemas e conflitos que afetam cada bairro.”, afirmou.


A analista explicou ainda que próximo mês as reuniões vão continuar, mas dessa vez com os setores atuantes na ilha. “Até o final de abril, o ICMBio vai continuar com reuniões preparatórias. As reuniões serão setoriais. Por exemplo, com condutores de visitantes, pescadores, agricultores, pousadeiros, donos de bares e restaurantes”, concluiu.



Por Giselle Vasconcelos - comunicação ICMBio Noronha






Comments


Fernando de Noronha - Noticias Imagem - Site Noronha
bottom of page