ICMBio implementa novo regulamento em fase de teste para uso público da escada do Sancho




O número de visitantes que procura o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha vem aumentando exponencialmente e uma das grandes preocupações do ICMBio é oferecer ao Parque a estrutura adequada à quantidade e ao perfil das pessoas que chegam à ilha, para que todos que visitam, vivem e trabalham no local tenham uma experiência positiva.


No dia 1 de novembro foi realizada a reunião bimestral entre os analistas do ICMBio e os condutores, dessa vez estendida aos receptivos, guarda-parques, voluntários e toda a comunidade, para tratar de assuntos referentes ao uso público do Parque Nacional Marinho e de todo o arquipélago.


Foto: Marcel Favery / Voluntariado ICMBio


A principal pauta da reunião foi o problema de visitação que vem ocorrendo no PIC Sancho, um dos atrativos de maior procura dentro do Parque Nacional. De acordo com Felipe Mendonça, gestor do NGI / ICMBio Fernando de Noronha, vem sendo observada a formação de diversas filas para a escada de acesso à praia do Sancho e esta dificuldade é apenas um reflexo do extrapolamento da capacidade de suporte do arquipélago: “Na verdade o Sancho está sofrendo com um problema que toda a ilha também está sofrendo, que é o número crescente de turistas sem as devidas condições para que a ilha os receba. O Parque já possui medidas de ordenamento para tentar conciliar a visita do turista com a conservação da natureza, mas tornou-se necessário rever toda a dinâmica de uso público desse atrativo.”


Fotos: Patrícia Lidoso / Voluntariado ICMBio


Conforme o que foi observado nos últimos meses, o cenário atual é de que muitas vezes o turista e o condutor tem esperado na fila por cerca de uma hora e meia, exigindo que analistas e condutores se reunissem para analisar e decidir qual seria a melhor maneira a curto prazo e em caráter experimental, de diminuir as filas que tem se formado para acessar a praia e melhorar a experiência dos visitantes e de todos que trabalham recepcionando as pessoas diariamente.


O grupo de guarda-parques de Fernando de Noronha, após avaliar os dados coletados sobre o fluxo de pessoas na escada durante alguns meses, apresentou uma proposta de ordenamento que foi discutida e aperfeiçoada com a contribuição de todos os presentes na reunião. Ficou decidido que, do dia 12 de novembro ao dia 2 de dezembro de 2018, como fase de teste, serão implantados horários fixos para subir e descer a escada até o Sancho, tentando, dessa forma, diminuir o tempo de espera para acessar a praia.


“Estaremos implementado a regra de forma experimental e buscando registrar os dados para verificar se a nova dinâmica funcionará ou não. Em dezembro voltaremos a nos reunir com os condutores e receptivos para avaliarmos juntos.” - complementa Felipe Mendonça.


Verifique abaixo a grade de horários que serão adotados a partir do dia 12 de novembro até o dia 2 de dezembro:




(Quinta-feira, 8/11/2018, às 18:30, por Patrícia Lindoso / Voluntariado - Comunicação ICMBio)