Expedição faz a volta na ilha em comemoração aos 10 anos do ICMBio.

 

 

 

 

O Projeto “10 picos, 10 travessias”, que durante este ano realizou 10 travessias com trilhas de longo curso e 10 subidas em picos dentro de parques nacionais, em comemoração aos 10 anos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), chegou ao arquipélago de Fernando de Noronha, com o objetivo de dar a volta na Ilha.

 

 

 

                                                                                                                                                                         Foto: Duda Menegassi

 

            Na última segunda-feira, 11, o ICMBio em parceria com a Acitur FN e O Eco iniciaram a primeira expedição de volta a ilha, percorrendo 31km de praias e trilhas da Área de Proteção Ambiental e do Parque Nacional Marinho do arquipélago. O grupo iniciou o percurso na Baía dos Porcos no começo da manhã e se deslocou até a Praia do Meio, passando pela Cacimba do Padre, Bode, Americano, Boldró e Conceição.

 

                                                                                                                                                                         Fotos: Duda Menegassi

 

             A caminho do Forte dos Remédios, o grupo contemplou a vista da Praia do Cachorro e, nas ruínas, todo o Mar de Dentro foi a grande atração, junto com o peso histórico do local. O Porto foi o próximo destino e contou com uma rápida parada, onde as grandes ondas agitavam o mar. A expedição seguiu até o Mirante do Air France, contornou a enseada da Caieira e iniciou a trilha para a Praia do Atalaia, fazendo uma parada de descanso na sua piscina natural. O caminho seguiu até a Praia do Sueste, onde chegou ao final da tarde e montou o acampamento.

 

                                                                                                                                                                           Foto: Duda Menegassi

 

               No dia seguinte o grupo partiu logo depois do nascer do sol, pela Baía do Sueste até a Ponta das Caracas, desbravando rochedos e piscinas naturais. A chegada na Praia do Leão aconteceu no final da manhã, onde todos recarregaram as energias para iniciar a trilha mais longa do Parque, Capim Açu. O Mirante dos Golfinhos e do Sancho fizeram parte da etapa final da expedição, que encerrou no final de tarde da terça-feira, no Mirante dos Dois Irmãos. Para o morador e secretário da Acitur FN, Tibérius Nascimento foi “Uma experiência muito interessante, reveladora e pioneira. Passei por lugares da minha infância que não visitava há muito tempo, o que foi muito importante. Pretendemos repetir futuramente.”

                                                                                                                                                                          Foto: Duda Menegassi

 

           A primeira edição foi uma experiência incrível, que contou com a participação do Chefe do ICMBio Noronha, Felipe Mendonça, o Analista Ricardo Araújo e Duda Menegassi, jornalista do O Eco. A Acitur teve representação dos condutores turísticos Camila Barreto, João Paulo, Paulo Santos e Tibérius Nascimento. O monitor Denis Cavalheiro e as voluntárias do ICMBio Ana Paula Moraes (Uso Público) e Carolina Scott Hood (Comunicação) também participaram da expedição. No apoio logístico, a travessia contou com o apoio dos condutores Daniel Oliveira, Marcio Flor, Fábio Dino, Val.

 

                                                                                                                                                                        Fotos: Duda Menegassi

 

          O percurso será estudado posteriormente, junto à Acitur FN, como uma opção a ser oferecida aos turistas aventureiros que tenham interesse em conhecer mais de perto as belezas do arquipélago. “Tem alguns anos que planejo fazer esta travessia e aproveitando os 10 anos do ICMBio,em parceria com a Acitur, planejamos e executamos. Foi muito legal, deu tudo certo e talvez sirva como parâmetro para um futuro serviço a ser oferecido em Noronha.” Aponta Ricardo Araújo, analista do ICMBio.

 

                                                                                                                                                                          Foto: Duda Menegassi

 

         A experiência também é de interesse de moradores e residentes da Ilha que costumavam visitar áreas do Parque, que agora possuem acesso limitado, visando a conservação, como coloca João Paulo, condutor credenciado, “Na minha visão de morador da Ilha, nascido e criado aqui foi uma experiência incrível. Mesmo já conhecendo toda a Ilha, essa experiência de dar a volta em dois dias, dormir fora de casa, foi magnífico. Já fiz em outros lugares, mas nada melhor do que fazer na sua casa, no lugar onde você mora. Você consegue enxergar a Ilha de uma maneira totalmente diferente. Espero poder fazer isso com os meus filhos quando estiverem maiores.”

 

Confira o percurso realizado na expedição volta a ilha:

Mapa: Carolina Scott 

 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload